sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

O Manjericão da Ary

Ariany Moreira, queridíssima, escreveu um belo texto sobre o manjericão no Multiply dela. Bela pesquisa, Ary! Confira a seguir:


Ervas de proteção e estudo sobre manjericão
Feb 25, '09 4:14 PMfor everyone

Elas são muitas, mas cada erva tem uma forma muito particular de proteção. Para utilizar alguma erva, primerio tem que saber qual é o tipo de proteção que deseja.

Estava sentindo necessidade de fortalecimento no campo espiritual, sem a necessidade de limpeza, que são coisas bem diferentes!

Meus devaneios sobre ervas:

A acácia é proteção, mas contra pesadelos, auxiliando no sono tranquilo, assim como o anis; pimenta protege contra mau olhado e uma receita de bruxaria indiana consiste em colocar numa corda 3 pimentas vermelhas, 1 limão e mais 3 pimentas, pendurar na janela e/ou na porta de entrada da casa (aqui em casa sempre faço); alho é proteção para a casa e também é limpeza, tanto física quanto espiritual, assim como o sal grosso (que não é erva, mas é ingrediente muito forte e eficaz); quanto à angélica, ela protege contra influências negativas (ideal para ser usado como talismã por bruxas e pessoas que lidem com magia!) enquanto que os druidas utilizavam o visco; a cebola protege e cura males físicos e por isso aqui em casa não falta, assim como o gengibre e o hortelã; louro e mirra é proteção e purificação; mandrágora protege o lar; sandalo purifica, protege e, ainda por cima, cura!

Depois de tanto pensar em que erva iria usar, numa conversa com a Dani Salles, a Bruxa Verde, veio a inspiração: manjericão!!!

Nem havia me passado pela cabeça... e aproveito para agradecer à Dani pela dica valiosa!
Comentei com meu marido, que foi ao mercado e se lembrou da conversa sobre a erva e comprou um molho bem generoso de manjericão!


Fiz banhos, pensurei galhos na janela e cozinhando muito: cozinhando com INTENÇÃO, que faz toda a diferença na cozinha.

O manjericão é muito usado nos templos indianos, sob o nome de tulasi, um dos vários tipos dessa erva.

Sua origem se deu na Índia (berço de muitas outras especiarias), sendo considerada sagrada. Ela é consagrada ao Deus Krisna e Vishnu, onde é comum plantar em volta dos templos e tê-la em vasos, dentro e no altar.

Além dos Deuses, ela é consagrada à Deusa Tulasi (que provavelmente foi reduzida à planta, sendo seu culto quase exterminado, salvo no sul do país).

Existem muitas versões de seu mito, mas um que é amplamente conhecido é o seguinte:

Tulasi era uma mulher e foi seduzida por Vishnu, porém ela era casada. Ela ficou tão desorientada que resolveu se matar! Vishnu, naquele instante, a declarou como protetora das mulheres viúvas e sendo adorada pelas mulheres por sua fidelidade. Assim, a planta tulasi tornou-se um símbolo de amor, purificação e proteção.

Numa pesquisa pela net, descobri que na Itália o manjericão era um sinal para o amor: a mulher colocava uns galhos da erva em cima de alguma mesa ( bem visível ) para dizer ao marido que o estava esperando ou quando queria arranjar um pretendente. O manjericão doce era chamado "beije-me Nicholas" ou "bacia-nicola", usado para atrair maridos às esposas.

No folclore siciliano, o manjericão está associado ao amor e à morte.

Na Inglaterra, era usado para proteger contra maus espíritos e insetos.

O simbolismo do amor do manjericão não limitou-se à India. Foi considerado um afrodisíaco, associado à "Deusa pagã do amor", Erzulie ( ou Erzulie Freda é um loa [Deus/Deusa] Haitiana, do panteão vudu. É a parte feminina de Papa Legba.)

O manjericão tem uma história antiga. Provavelmente foi levado até a Europa por Alexandre, O Grande. Cresceu em jardins medievais e é mencionado em herbários clássicos, incluindo os de Culpeper, Parkinson e Dioscorides.

O folclore do manjericão é tão complexo quanto seu sabor e aroma. Em seus mitos incluem-se associações aos opostos: amor e ódio, perigo e proteção, vida e morte, de acordo com o povo de diversas tradições por onde foi disseminado seu uso e cultivo.

Fica a dica:

Banhos de manjericão para toda a família!

==========

Se você quiser saber um pouco mais sobre a Ariany, confira os seguintes endereços:

http://templodedurga.multiply.com/

http://www.afiandeira.blogspot.com/

http://www.casadafadaazul.blogspot.com/

Ariany é uma artesã de mão cheia, mãe de dois meninos fofos e uma pessoa maravilhosa!!!!

4 comentários:

Olivia Frade Zambone disse...

engraçado q ontem mesmo fiz um banho com manjericão! ela tava lá na geladeira, secando e eu tava precisando de um help, e meio que intuitivamente acabei fazendo o banho...não é que era tudo isso que tava precisando? beijos

Luciana Onofre disse...

Olha que lindo post!
Parabéns a ambas!

Eu sou suspeita, amo manjericões, tenho em casa do miúdo, do comum, do gênoves e do roxo.

Bjs!

Maga disse...

O majericão é planta de fácil cultivo, vai aqui uma dica: pegue um galho da planta, coloque em um copo d'água (tomando cuidado em trocá-la sempre, olhe a dengue); em pouco tempo cria raíz, é só plantar em vaso e mantê-lo ao sol. Terão sempre a seu dispor esta maravilha de planta!

Green Womyn disse...

Boa dica, Maga! Valeu!