terça-feira, 3 de março de 2009

Pequena crise

Eu ando me perguntando por que eu quero tanto estudar mitologia nórdica. Sim, desde pequena eu tenho fixação pela língua alemã, sempre quis conhecer a Alemanha, mas... por que é que eu fui aprender inglês na faculdade, e não alemão?

Queria fazer o curso completo do Goethe, mas não tenho paciência para passar os próximos dez anos lá estudando, já passei dessa idade.

Tentei entrar num grupo internacional que estuda ervas e mitologia nórdica e fui cruelmente sabatinada (perguntas que inclusive tratavam de diferenças sutis de conceitos, como se fossem uma “pegadinha” para a idiota aqui cair). O moderador me fez umas vinte perguntas, eu me dignei a responder todas e o cara nunca me respondeu.

No final do ano passado, li um artigo da revista The Goddess Pages, que eu assino, e nela havia uma matéria de uma mulher dizendo que era errado uma pessoa do Hemisfério Sul cultuar divindades do Hemisfério Norte! Afff!

Aí hoje, pra variar, li um texto que critica duramente os pagãos que seguem a mitologia nórdica, um texto inteligente e bem articulado. Em seguida, pensei: o que é que eu estou fazendo estudando essa cultura, minha Deusa?

Sem contar as pessoas que leram a Edda três vezes e ficam brigando no Orkut, os neonazistas que adoram a cultura nórdica, os radicais de plantão que criticam sem parar minha querida Mirella Faur.

Alguém pode parar o mundo que eu quero descer?!?

Bom, eu vou ler mais um pouquinho de Diana Paxson para ver se essa crise passa (rs).

9 comentários:

Iony disse...

É como te falei ontem: esse negocio de panteão virou filiação de partido politico. Estou cansada desse negocio.É por isso q eu digo, sou uma pagã mediterranica( ta certo isso?), entre os arabes e os ibericos e dando o ar da graça com os gregos tb.Olha q coisa, todos esses povos andavam pra lá e pra cá!!rsrsrsrsr os deuses papeam e não ficam irritados se vc não curte aquele povo grande e loiro!!!Uiii!

Inês disse...

Dani, esquece esse povo.

Eu já ouvi isso tb, de que se moramos no Brasil precisamos cultuar os orixás pq são os nossos deuses. Agora, os orixás tb ñ são "importados"? Por que eu posso cultuar uma divindade africana e não uma européia, sendo que eu sou descendente de europeus?

Eu acho que os deuses ouvem quem vai até eles de coração aberto, com boa vontade e com a cabeça no lugar. Eu celebro uma divindade cretense e uma divindade trácia (que fica lá na pqp do Peloponeso) e eles jamais me deixaram na mão. E se alguém vier me dizer que é errado, eu mando pro Inferno, porque quem sabe da minha vida sou eu!

Ajudei? rs

Amanda disse...

Uma amiga cristã/kardecista me disse uma vez que achava bonito minha crença em Deuses "diferentes", e que ás vezes nossa ligação com eles é coisa de alma, de existências passadas.
Eu particularmente acredito na eternidade de nosso espírito e acho muito provavel que isso ocorra em diversos casos.
Nós sabemos que as divindades se apresentam, não tem preconceito de etnia, elas simplesmente surgem e nosso coração as identificam e guerdam com carinho.
Nossa pátria é o planete terra.

beijos

Luciana Onofre disse...

Querida, conversando com Iony, esta semana falávamos sobre isso, deidades e deidades, e como devemos ser mais leais com cada uma: se te faz bem, se és feliz, faz e pronto!
Eu andei no esquema: decida seu panteão, e aos deuses graças, não estou mais nisso, simplesmente sou Delas...

Simplificar é melhor.

Bjs e vamos em frente :)

Luciana

Olivia Frade Zambone disse...

ah....olha q eu não sabia disso tudo e adoro os deuses nórdicos...eu amo os greco-romanos pois fazem parte das minha origens, os hindus pq são lindos e os nórdicos pq simplesmente eles apareceram na minha frente dizendo: e aí, vc pode prestar atenção na gente pq a gente faz parte de vc? Foi assim. Eu não ficava pensando neles, eles apareceram e fui atrás. E daí se o meu nome não é germânico, se sou do hemisfério sul e eles vieram de um povo do hemisfério norte? Se fosse assim, deveríamos cultura apenas os deuses indígenas, como toda a América (incluso os estado- unidenses). Eu tb fui estudar inglês, e até gosto dos celtas, mas nem por conta disso tenho mais afinidade com eles. Sabe o que é isso? É a pessoa se achar no direito de uma divindade e ficar falando por ela. Posso ser sincera? Se eu fosse um desses deuses ficaria muito nervosa ocm tudo isso, isso sim. beijos

Gabi disse...

Bah, os nórdicos são para fãs de death metal :P

Venha para o lado egípcio da força!

anfibia disse...

dani,como sou fanzoca do aspecto psicológico dos deuses e deusas, não me preocupo em 'comprar' o panteão todo quando me interesso por um deles. presto minhas homenagens do meu jeito e fica tudo bem.

mas cá entre nós, as nove virtudes RULES!!!!

bjs

Inês disse...

Pessoal, leiam American Gods (Deuses Americanos) do Neil Gaiman. Me fez ver essa relação nossa com deuses de outros continentes de um jeito muito diferente. Eu super recomendo!

Maga disse...

Como já disse aqui sou iniciante, mas posso dizer a grosso modo que se vc fizesse uma regressão, de vidas passadas, pode crer q vc deve ter sido algum (a) alemã.
Não falei besteira... vc crê?