quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Fazendo óleo de calêndula em casa

Eu já havia feito óleo de calêndula em casa, mas dessa vez decidi testar a receita que aprendi num curso da herbalista Kami McBride, de quem acompanho o trabalho há anos.

Vou tentar descrever o passo a passo aqui, embora não tenha conseguido fotografar todas as fases do processo.

Na receita original, pede-se para usar 90 gramas de flores de calêndula secas e 630 ml de óleo vegetal. Eu só tinha 30 gramas de calêndula seca em casa, então adaptei as medidas para minha quantidade e usei 210 ml de óleo vegetal de gergelim (mas você pode usar outros óleos vegetais também).

Antes de usar as ervas, eu sempre mexo nelas, para dar uma "acordada" nelas.




O primeiro passo da receita é colocar a calêndula no liquidificador e bater bastante, até ficar bem pequena.





A novidade do método, para mim, foi pegar essa erva triturada no liquidificador e hidratá-la novamente. Como ela foi hidratada? Com vodka (mas também pode ser cachaça). Se você estiver usando os 90 gramas de calêndula, use 30 ml de vodka ou cachaça. Se, como eu, estiver usando 30 gramas de calêndula, use 10 ml apenas.

Você vai colocar o álcool sobre a erva triturada dentro de um pote, misturar bem e tampar esse pote. Não pode entrar ar (para a vodka ou cachaça não secar) e o ideal é ficar num lugar escuro pelo período de 8 a 12 horas. O importante é não deixar o líquido secar totalmente.

E para que fazer isso? Para aumentar o poder de extração das substâncias da planta, aumentando a qualidade do seu óleo de calêndula.

Depois desse tempo, pegue a erva (que ainda estará meio molhadinha), coloque no copo do liquidificador e jogue o óleo vegetal por cima. Bata o liquidificador e deixe essa mistura lá por 48 horas. De novo, tente deixar no escuro e com tampa. Durante o dia, se for lembrando, dá uma batidinha de vez em quando, para ativar o processo.

Depois desses dois dias, pegue um pedaço de filó (ou tule) para poder espremer a erva e o óleo juntos. Acho que essa é a parte que mais dá trabalho, pois tem que espremer mesmo, com vontade, pra obter o máximo de óleo possível.




Uma observação importante da Kami: pode espremer o quanto quiser nesse método, mas não quando estiver fazendo óleos com ervas frescas, pois nesse caso a água que sai da planta pode mofar o óleo.




Este é o produto final. Acho que vou tentar coar mais uma vez, pois ainda sobraram uns pedacinhos da flor no fundo.

A cor ficou maravilhosa e o cheiro mais ainda. Não estranhe se a cor for um amarelo-escuro e se o cheiro de calêndula estiver forte. É normal.

Se você fizer na sua casa, me conta como foi?






domingo, 5 de novembro de 2017

Outros usos para os chás



Chá branco

Rejuvenescedor, protege as células dos radicais livres (ação antioxidante).

Para prevenir manchas, rugas e flacidez, molhe o algodão no chá frio e aplique no rosto em compressas.

Para desintoxicar a pele, repita três vezes por semana.




Chá verde

Combate o envelhecimento da pele e favorece a circulação e a oxigenação interna.

Faça um chá morno e passe no rosto todas as noites para limpar a pele. Em seguida, aplique compressa com o chá branco mais geladinho.


Camomila

Ajuda a minimizar os líquidos internos da área dos olhos, deixando-a menos inchada.

Para desinchar os olhos e até para atenuar olheiras, gele o chá e só então aplique compressas embebidas nos olhos. 

Deixe agir por 20 a 30 minutos. Em seguida, lave o rosto com água gelada.


Hibisco

Protege o colágeno dos radicais livres e tem bastante vitamina C.

Faça uma versão do chá com gengibre em pó ou ralado. 

Molhe as pontas dos dedos e massageie em pontos específicos do rosto: entre as sobrancelhas (terceiro olho), no maxilar (para quem tem bruxismo), no cantinho dos lábios e no cantinho do nariz (na base).

Alivia a tensão muscular e, consequentemente, promove o rejuvenescimento.


Hortelã

Tem propriedades antissépticas e reduz a acne.

Na pelo oleosa, faça compressas no período da TPM. 

Aplique por 5 minutos.



Resumo da matéria de Juliana Vaz na coluna "Bonita" da revista Corpo a Corpo

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Um Dia de Finados

Hoje, no Brasil, é Dia de Finados. Geralmente, um dia nublado, com chuva, triste. Essas são minhas lembranças desse dia durante minha infância. Aliás, nunca esqueço de uma tarde do Dia de Finados em que eu estava dentro de casa, olhando o varal lá fora, e via as gotinhas de chuva se formando na corda de aço, uma a uma, caindo para que logo depois se formasse outra, como se fossem gotas de orvalho. O local onde minha avó pendurava as roupas um dia foi também minha distração para esquecer que aquele era o dia de quem já havia morrido.

Acabo de completar 40 anos. É incrível como essa maturidade nos faz ter um outro olhar sobre as coisas. Hoje, do nada, resolvi pensar do Dia de Finados de maneira diferente. Ao invés de colocar fotos dos meus queridos que se foram (Tia Maria e meu avô Altair) na estante, eu resolvi cozinhar. Sim, eu detesto cozinhar, mas fiz este sacrifício por eles. 

E por que eu resolvi fazer um almoço? Porque hoje achei que este não deve ser um dia para chorar, mas sim para celebrar aqueles que já se foram. Lembrar da diferença que fizeram na vida da gente e, muitas vezes, em sua contribuição para que sejamos o que nos tornamos hoje. 

E foi com meu filho que me sentei à mesa, com a tolha de mesa mais bonita que tenho. Antes de comermos, eu o chamei para fazer uma prece, do jeito que ele sabe, em honra àqueles que já se foram. Não foi algo triste, mas sim um momento de respeito e reverência.

Lembrei da vó Xica, do vô Toia, do vô Joaquim e da vó Isaura. Sem eles, eu não teria meu mais precioso tesouro nessa vida, meu filho. A morte também pode dar lugar à vida.

Mais tarde, vou acender uma vela no meu cantinho sagrado, que muitas de nós, bruxas, também chamamos de altar. Para que essa chama continue iluminando o caminho dos meus mortos e também a minha vida e a dos que me acompanham nela. 

Hoje, Dia de Finados, prefiro celebrar a alegria de já terem feito parte da minha vida a chorar pela falta que me fazem.

A morte já não é um tabu para mim. Já sei que quero doar meus órgãos, ser cremada e que toque "The Mountain", da PJ Harvey, nessa celebração final. Como li num artigo esses dias, quero manter minhas coisas organizadas para quando eu me for. Se tiver de doar algum objeto, melhor doá-lo em vida do que deixar as pessoas tentando adivinhar o que eu queria fazer com ele. Porque às vezes a morte não dá sinais de que está chegando. Até para isso precisamos estar preparados.

É engraçado pensar que esta é nossa única certeza e, mesmo assim, preferimos ignorá-la. Comemoremos então esse dia certeiro que vem pela frente, lembrando os mortos, sim, mas de um jeito novo, sem chorar por eles. 

domingo, 10 de setembro de 2017

Ciclo de sementes






Esses dias estava lendo um texto que trazia uma possível solução para os seguintes sintomas femininos:

1) TPM

2) Menopausa

3) Dores nos peitos

4) Fogachos




O protocolo seria o seguinte:


Fase folicular

Dia 1 a dia 14 do ciclo (ou até a ovulação)

1 colher de sopa de sementes de linhaça e de abóbora moídas na hora, diariamente



Fase luteínica

Do dia 15 (aproximadamente) ao dia 28 do ciclo (ou até a menstruação)

1 colher de sopa de sementes de girassol e de gergelim moídas na hora, diariamente



Por que as sementes precisam ser moídas na hora? Primeiro, para não perder suas características. E, em segundo lugar, em sua forma moída a digestão delas é mais fácil. Se vocês as consumirem inteiras, elas podem passar direto pelo intestino sem terem sido digeridas, aí você não consegue aproveitar todos os benefícios delas.

Se for muito difícil moer na hora (o que pode ser feito com um moedor de café), moa uma quantidade que dê para 4 ou 5 dias e coloque num recipiente bem fechado.

Uma outra possibilidade para moer é bater no liquidificador, só tomando cuidado para não virar uma farinha muito fina. Por exemplo, use aquele botão "pulsar" ou duas ou três vezes.

Sobre o consumo, você pode colocar no suco, em cima da comida ou da salada como farinha, e até em sopas, só não indico que sejam cozidas.




Quem toparia fazer e contar os resultados depois aqui no blog, nos comentários?

Agradeço a Gabriela Monteiro e a Tainan Ferreira pelas dúvidas levantadas pelas duas. Este texto foi atualizado para contemplar as dúvidas delas.

sábado, 2 de setembro de 2017

Guaco - Propriedades mágicas





No último mês, coincidentemente, três pessoas vieram me perguntar as propriedades mágicas do guaco. 

Apesar de já ter feito muito xarope de guaco nesta vida, tive dificuldades de achar algo nesse sentido.

O material que me salvou foi o livro Fitoenergética, do Bruno A. Gimenes. Sobre o guaco, nele há as seguintes informações:

Nome científico: Mikania glomerata

Caráter energético: puro

Polaridade yin/yang: yang


Função fitoenergética: elimina traumas por fome e ncessidades vividas na infância, elimina a inveja sentida internamente, o automartírio, reduz náuseas, soluções, asma e catarro em crianças. Ajuda a colocar em prática a sabedoria interior, ter dinamismo, saber calar-se e ser humilde na medida certa. Aumenta a imunidade do organismo.

Restrições quanto à fitoterapia: não deve ser usado por pessoas com problemas de sangramento ou doenças crônicas do fígado.

Agora, meu comentário: por caráter vegetal puro, o autor quer dizer que o guaco exerce influência direta nos chacras. O vegetal puro poderá reequilibrar um chacra desequilibrado.

Ana Attademo, te dedico este post e, inclusive, essa carta do Tarô da Fitoenergética:


Açafrão da terra (Curcuma longa)




Não sei se todos sabem, mas tenho um grupo de estudos sobre herbalismo chamado Herbae Terrae. As plantas que vamos estudar são escolhidas de acordo com o Herbal Tarot a cada lunação, e uma delas foi o açafrão. 

Agora, aparecem inúmeros artigos sobre o açafrão na minha frente, e acho que essa é uma “mensagem” da planta para que ela se torne mais conhecida, então por isso estou escrevendo esse texto.

Para começar, é preciso dizer que é bem difícil adquirir o açafrão “de verdade” (Crocus sativus) porque ele custa muito caro, já que para ter 1 quilo de açafrão são necessárias 200 mil flores. Este de que estamos falando aqui é o açafrão da terra (Curcuma longa), um rizoma, bem mais barato e fácil de encontrar.
  
O ingrediente principal do curry, se você não sabe, é o açafrão. O açafrão contém curcumina, uma substância que tem grande poder antioxidante, além de propriedades anti-inflamatórias. Para que esta curcumina seja bem absorvida por nosso organismo, é muito importante consumir o açafrão junto com pimenta do reino (por conter uma substância chamada piperina) ou combinado com gorduras e/ou leticina.

Além de antioxidante e anti-inflamatório, o açafrão ajuda a fortalecer o sistema imune, é antibiótico natural, auxilia na digestão, ajuda a combater o câncer, previne Alzheimer, diminui o estresse e diminui o risco de doenças do coração. Também é um ótimo rejuvenescedor e melhora a flora intestinal.

Esses dias li um texto muito interessante, da herbalista Aviva Room, dizendo que o açafrão é bem utilizado em casos de depressão. Leia o artigo em inglês aqui.

E como você pode usar o açafrão? Na alimentação, gosto bastante de usar na batata, no arroz, em sopas e até mesmo em chás. Um uso bastante conhecido é também o "leite dourado". Dê uma busca no Google e você vai achar vários receitas dele.
  
Em algumas culturas, o açafrão é usado também para passar nos dentes, dando-lhes mais brilho e clareando-os. É só misturar um pouco de açafrão com água e escovar os dentes com essa pasta. Uma alternativa é colocar um pouco do açafrão na sua pasta de dentes antes de escová-los.

Além dos benefícios para a saúde, o açafrão também pode ser usado para fins cosméticos. Por exemplo, se você tem acne, pode fazer uma máscara facil com água e açafrão e aplicar no rosto. Essa pasta deve permanecer no rosto por 20 minutos.


Um cuidado que você deve tomar é que, ao ingerir muita cúrcuma, ela pode aumentar a secura do seu corpo.

Remédio caseiro descongestionante com ervas


Gente, vim ensinar para vocês um remedinho caseiro para ajudar a descongestionar as vias áreas.


Você vai precisar dos seguintes ingredientes:

½ xícara de mel
1 colher de sopa de açafrão
1 colher de sopa de gengibre em pó
½ colher de chá de cardamomo em pó
½ colher de chá de pimenta do reino
½ colher de chá de cravo em pó

Misture bem todas essas ervas no mel, tampe e guarde.

Quando precisar, pegue uma xícara grande de água bem quente e coloque 1 colher de sopa dessa mistura de mel e ervas dentro. Mexa bem e tome.


segunda-feira, 24 de julho de 2017

Sinergias com óleos essenciais para o inverno

Como de costume, publico aqui no blog algumas sugestões de blends com óleos essenciais para cada estação do ano, desta vez para o inverno. Você pode colocar os óleos essenciais no difusor e aproveitar tanto o aroma maravilhoso de cada sinergia como suas funções terapêuticas. Escolha o que mais lhe agrada! (Meu preferido é laranja + cedro + ylang-ylang...)




2 gotas de OE de mirra
2 gotas de OE de pinho
2 gotas de OE de olíbano
2 gotas de OE de cedro


3 gotas de OE de lavanda
3 gotas de OE de laranja
3 gotas de OE de cedro


3 gotas de OE de laranja
2 gotas de OE de hortelã-pimenta
3 gotas de OE de olíbano


3 gotas de OE de lavanda
3 gotas de OE de alecrim
2 gotas de OE de eucalipto
3 gotas de OE de hortelã-pimenta


3 gotas de OE de laranja
3 gotas de OE de olíbano
4 gotas de OE de mirra


4 gotas de OE de cedro
4 gotas de OE de pinho


5 gotas de OE de laranja
3 gotas de OE de pinho


10 gotas de OE de laranja
5 gotas de OE de cedro
1 gota de OE de ylang-ylang


2 gotas de OE de cedro
1 gota de OE de junípero

sábado, 24 de junho de 2017

Óleos Vegetais da Sinergia de Aromas

O mundo dá umas voltas que a gente nem imagina...

Quando eu era adolescente, trocava cartas com a Teca, uma amiga muito querida. Tínhamos pensamentos tão afins que um dia até fizemos um fanzine juntas, que era acompanhado de uma compilação de bandas punk e hardcore feministas em fita cassete e tudo. Bons tempos...

A questão é que muito tempo se passou e, depois de bastante tempo sem contato, acabamos de novo nos encontrando nas redes sociais e, sem saber, depois de quase vinte anos, partilhávamos do mesmo amor pelas plantas e pela cura das pessoas e da Mãe Terra.

A Teca criou a Sinergia de Aromas, cujo objetivo é oferecer às pessoas o contato com os óleos vegetais amazônicos, da nossa própria terrinha. Para quem não sabe, a Teca trabalha há muito tempo com tribos indígenas e, por isso, tem ótimas fontes para conseguir esse material puro e precioso.



Estes são os óleos comercializados pela sinergia de aromas:

Óleo vegetal de copaíba
Óleo vegetal de andiroba
Óleo vegetal de pracaxi
Óleo vegetal de pau-rosa
Óleo vegetal de castanha
Óleo vegetal de buriti



Esses que você está vendo na foto aqui em cima são os quatro primeiros, que vieram numa caixinha linda. Além dos óleos e da caixinha, você recebe um folheto com os usos e propriedades terapêuticas de cada um deles.

Cada embalagem vem com 100 ml e você pode entrar em contato com a Teca das seguintes maneiras:

(14) 99891-5836
(11) 98618-0272

Eu não conhecia o óleo de pracaxi e estou usando como sérum no rosto, à noite, antes de dormir, junto com o óleo de pau rosa. Gente, é uma delícia! Além de rejuvenescedor, é um clareador também.


domingo, 7 de maio de 2017

Alho - Propriedades mágicas






Nome científico: Allium sativum

Gênero: masculino

Planetas: Marte, sob influência de Áries e Escorpião. Deve ser plantado durante as luas nova ou crescente, nos signos de Escorpião ou Sagitário.

Elemento: fogo

Divindade: Hécate

Poderes: proteção, cura, exorcismo, luxúria, anti-roubo, saúde


História

Na antiguidade, o alho era dado às pessoas insanas na crença de que iria curá-las. Os conquistadores romanos espalharam alho por todas as suas terras recém-adquiridas e os solados romanos comiam o alho para ter coragem nas batalhas.

Ao redor do Mediterrâneo, e particularmente na Itália, o alho é considerado uma excelente proteção contra o mal. O poder do cheiro do bulbo contra os vampiros é um outro exemplo desta crença da Europa Oriental.

Em 1597, um cidadão inglês escreveu: “Se uma mulher não puder cheirar a erva aromática do alho sendo colocada ao lado da sua cama à noite, ela com certeza está grávida”.


Uso culinário

A intensidade do cheiro e do gosto do alho fresco torna-o útil nas dietas de proteção. Se você gostar do alho, certamente o adicione em uma dieta designada a proteger a si mesmo.

Alguns especialistas dizem que deveríamos comer um dente de alho fresco todos os dias para ter boa saúde. Se não quiser ou puder fazer isso, simplesmente adicione alho em sua comida todos os dias. Visualize boa saúde enquanto o cozinha e o come. Use somente alhos frescos, e nunca congelado, desidratado ou aqueles já triturados, vendidos em potes.


Usos rituais

O alho era ingerido durante os dias de festival em honra a Hécate e era deixado em encruzilhadas como sacrifício em seu nome.

Pode ser usado em ritos de purificação e para proteção contra más influências.


Usos mágicos

Antigamente, o alho era usado para proteger as pessoas contra pestes e ainda hoje é utilizado para “absorver” doenças. Simplesmente esfregue o alho descascado na parte afligida do corpo e, em seguida, jogue o alho em água corrente.

Diz-se que o alho pode ser usado na proteção contra hepatite. Para isso, bastar colocar 13 bulbos de alho no final de um cordão e pendurá-lo em volta do pescoço por 13 dias. No último dia, à meia-noite, caminha até um cruzamento, remova o colar, jogue para trás e não olhe para trás. Não sei se eu faria isso, porque, como tempo, talvez comece a cheirar, visto a grande quantidade de alho.

O alho também é um excelente protetor. Alguns marinheiros carregavam alho para se proteger durante as viagens. Soldados também usavam o alho como defesa na Idade Média, enquanto os solados romanos o ingeriam para ter coragem.

O alho é colocado na entrada das casas para não deixar que o mal entre nelas, para afastar ladrões e arrombadores, bem como pessoas invejosas. Use-o principalmente em casas novas, mas nada impede que seja usado em casas antigas também.

Ele protege contra o mau tempo, motivo pelo qual montanheses costumavam usá-lo, contra monstros e contra o sopro dos inimigos.

Quando maus espíritos estão nos arredores, morda alho para mandá-los embora ou espalhe pó de alho pelo chão (o cheiro vai ficar por um tempo ali). O alho também pode ser colocado embaixo do travesseiro das crianças para protegê-las durante o sono.

Antigamente, as noivas carregavam um bulbo de alho no bolso para ter boa sorte e para afastar o mal em seu “grande dia”. 

Para remover vibrações negativas de potes e panelas, esfregue alho neles antes de cozinhar.
Quando ingerido, o alho age como indutor da luxúria (já ouvi dizer que monges e pessoas celibatárias não ingerem alho por esse motivo).

Diz-se que, quando um ímã ou uma magnetita são esfregados com alho, perdem seus poderes mágicos.


Bibliografia

CUNNINGHAM, Scott. Enciclopédia de Wicca na Cozinha. São Paulo: Gaia, 2004, p. 139.

CUNNINGHAM, Scott. Cunningham's Encyclopedia of Magical Herbs.

DUNWICH, Gerina. Wicca Garden – A Modern´s Witch Book of Magickal and Enchanted Herbs and Plants. Carol Publishing Group, 1996, p. 5, 15-16.

Como fazer óleo de alho

Quer aprender a fazer óleo de alho? Então vamos lá!


Pegue alguns dentes de alho, descasque, corte em pedaços e dê uma leve esmagada. Por que precisa esmagar? Para liberar a alicina, que é o princípio ativo do alho.


Alho descascado




Alho cortado





Alho levemente esmagado


Sobre as quantidades, você escolhe. Quanto mais alho, mais potente o óleo vai ficar. Você pode encher um vidro de alho ou então pode colocar alho só até metade do pote. 
Pode colocar 4 ou 5 dentinhos também? 
Pode, mas aí ele vai ficar fraco.

Por cima do alho, coloque azeite de oliva ou um óleo carreador. Se você for usar para cozinhar, utilize óleo de oliva ou azeite, por exemplo. 

É sempre bom usar o azeite ou óleo prensado a frio, mas, se não tiver, vai qualquer um mesmo.




O óleo ou azeite necessariamente precisa cobrir o alho, conforme a imagem abaixo.





Deixem repousar por 2 semanas em um local escuro e arejado. O óleo deve ficar bem tampado.

Esse óleo poderá ser usado para ungir, para curar dor de ouvido e mais uma porção de coisas que depois vou ensinar para vocês.

Se tiver dúvida, podem perguntar aqui nos comentários. Prometo responder rapidinho.


sábado, 29 de abril de 2017

Alguns usos do óleo de confrei para mulheres



Durante a gravidez, o óleo de confrei é ótimo para massagear o ventre, promovendo a elasticidade e impedindo estrias. Ele também pode ser usado em assaduras de bebês, já que ajuda a cicatrizar feridas em geral.

Use óleo de confrei para alívio rápido e cura de mamilos doloridos e rachados (aplicar após a amamentação; sempre limpe a área suavemente antes da próxima alimentação. Nunca esqueça de fazer isso, pois a planta é tóxica para adultos, imagine para bebês).

O  óleo de confrei pode ser um excelente lubrificante vaginal, ajudando a hidratar e fortalecer os tecidos vaginais sem quaisquer fragrâncias ou conservantes. No entanto, não esqueça que o óleo degrada os preservativos, por isso, se for usá-los, só utilize ​​lubrificantes à base de água.

O óleo de confrei também é ótimo para curar feridas. No entanto, se a ferida for muito profunda, tome cuidado, pois o confrei pode fechar a ferida superficialmente, mas não curar a parte interior. Nesses casos, prefira a tansagem.

Uma outra dica é não usar o confrei em feridas sujas, já que a cicatrização é rápida e pode aprisionar pus ou sujeira.

Se você sofre de artrite, experimente massagear as articulações doloridas com o óleo de confrei à noite e pela manhã.

Uma nota especial: não use o confrei internamente e muito menos durante a gravidez, pois a planta contém componentes que podem ser cancerígenos. 


Como fazer seu próprio óleo de confrei

1. Colha as folhas de confrei à tarde, depois que o sol tiver secado o orvalho da manhã. Se você usar a planta úmida, ela poderá mofar, por isso é melhor esperar pelo menos 36 horas após a última chuva antes da colheita.

2. Em um lugar quente, seco e bem ventilado (como um sótão ou um forno com luz), seque as folhas frescas inteiras por 12 horas ou até as bordas ficarem “crocantes”.

3. Coloque bastante folhas no frasco, deixando um pouco de espaço livre em cima. Adicione o azeite de oliva ou óleo vegetal até que o frasco esteja cheio até a borda.

4. Aperte bem o frasco. Rotule-o com o nome da planta e a data em que foi feito. Coloque-o em cima de um prato (óleos de ervas quase sempre vazam) e deixe descansar.

5. Abra o frasco algumas vezes por semana, empurrando o confrei para baixo a fim de liberar bolhas de ar, garantindo sempre que o nível do óleo esteja acima do nível das folhas.

6. Depois de seis semanas, retire a planta, e seu óleo estará pronto para ser usado!


Bibliografia

Texto de Corinna Wood publicado em: http://www.susunweed.com/herbal_ezine/March09/wisewoman.htm

O livro de receitas das ervas medicinais, da Publifolha.


sábado, 22 de abril de 2017

Livro "Paz, amor e granola"

Não sei se vocês estão familiarizados com esse conceito, mas hoje em dia é muito comum as pessoas fazerem crowdfunding, ou seja, angariar fundos na Internet para fazer seus projetos se tornarem realidade. Você “investe” no projeto e ganha algo em troca, dependendo do valor com o qual contribuiu.

Um dos sites que mais uso, nesse sentido, é o Catarse. E foi lá que achei o projeto da Rita Taraborelli, o livro artesanal Paz, Amor e Granola. Foi amor à primeira vista.


 Capa do livro


Eu já conhecia o trabalho da Rita, pois tenho um livro dela aqui em casa. Como sou louca por encadernação, esse projeto me saltou aos olhos, mas acabei perdendo o prazo para participar.

Escrevi para a Rita e ela gentilmente me deixou colaborar mesmo já tendo terminado o prazo para contribuições ao projeto pelo Catarse.

O “prêmio” demorou um pouco, mas chegou. Um livro artesanal supercolorido, com 70 páginas, capa de plástico, botão de pressão para fechar. Todas as páginas foram feitas por meio de serigrafia. Abaixo, dois exemplos para vocês verem como o livro é bonito e alegre.




No início, tem história da granola, com direito a infográfico e tudo, medidas e informações sobre os principais ingredientes. Depois, trinta receitas veganas maravilhosas que merecem ser todas feitas na sua casa.

Sumário com parte das receitas, só para você ter uma ideia...

Esta primeira edição teve tiragem de apenas 300 exemplares. O meu, ainda por cima, tem dedicatória da autora. J






quarta-feira, 5 de abril de 2017

Luas Cheias de 2017



Um pouco atrasada, pois já estamos em abril, mas trata-se de um serviço de utilidade pública para as mulheres que se guiam pelos ciclos lunares. 

Para anotar no planner, na agenda, no calendário de papel, do celular, ou seja, onde você quiser. Vamos lá:

Lua Cheia de abril: 10/04

Lua Cheia de maio: 10/05

Lua Cheia de junho: 09/06

Lua Cheia de julho: 08/07

Lua Cheia de agosto: 07/08

Lua Cheia de setembro: 06/09

Lua Cheia de outubro: 05/10

Lua Cheia de novembro: 03/11

Lua Cheia de dezembro: 03/12


sábado, 1 de abril de 2017

Meu caderno de estudos

Como vocês já devem ter visto em um outro post, iniciamos agora em abril o Grupo de Estudos de Herbalismo Mágico Herbae Terrae. Somos vinte pessoas reunidas em torno do amor pelas ervas e ávidos por estudá-las.

Por isso, comprei um novo caderno para fazer minhas anotações:



Tenho uns dez cadernos com anotações sobre ervas em casa. Hoje me arrependo um pouco de ter usado cadernos, pois as informações ficam um pouco desencontradas. Se tivesse utilizado um fichário, seria necessário apenas ir adicionando folhas para escrever sobre uma mesma erva.

Uma curiosidade é que muitos desses cadernos são dessa linha Naturalis, que sempre traz plantas em suas capas, além de papel reciclado, da Tilibra.

Fiquei um pouco brava porque, quando cheguei em casa, vi que havia umas manchinhas de gordura na capa, mas resolvi ficar com ele assim mesmo. Eu o escolhi, mas sinto que ele também me escolheu.

E você? Onde faz suas anotações sobre ervas?

domingo, 26 de março de 2017

Lua Nova em Áries

Amanhã, dia 27 de março de 2017, teremos uma Lua Nova em Áries.

Esta é uma lua que pede ação. Observe que áreas de sua vida estão pedindo por isso e aproveite para colocar a energia de Áries nelas.

Agora, não basta apenas decidir. Temos de agir!

No entanto, faça um bom planejamento, pois as coisas iniciadas nesse período têm uma boa quantidade de impulsividade e, assim, do mesmo jeito que começam com força e vigor, elas também tendem a acabar rápido.

Conecte-se com sua guerreira interior e faça as coisas acontecerem na sua vida pessoal e profissional. É um bom momento pra cuidar de sua saúde também.

Expresse sua individualidade. O que só você sabe fazer?

Que áreas de sua vida precisam de mais energia do fogo agora?

Hoje, nesta Lua Negra, o conselho é: termine tudo o que adiou esta semana.

Sobre o mundo vegetal, este não é um bom momento para plantar nada, mas sim para arrumar seu jardim, cuidar um pouco da aparência dele retirando tudo o que não é mais necessário.



domingo, 12 de março de 2017

Grupo de estudos sobre herbalismo mágico



Eu e o Igor Alexandre temos uma novidade e queremos compartilhar com vocês. Criamos um grupo de estudos sobre herbalismo mágico, unidos em nosso amor pelas plantas.

Esse grupo é muito especial para nós, portanto pedimos que só se inscreva quem realmente tiver disponibilidade para fazer pesquisas, boa vontade para compartilhar o conhecimento e vontade de aprender. Sim, nós vamos fazer tudo isso ao mesmo tempo, ao longo dos próximos nove meses.

Estudaremos uma erva por mês, com seriedade e dedicação. Todos deverão participar, ou seja, nossa aprendizagem será colaborativa. A maior parte dos estudos será on-line, mas também teremos práticas presenciais de tempos em tempos, com datas ainda a serem definidas.

Se você quiser trilhar conosco este caminho verde, mande um e-mail para 13luasdamagia@gmail.com e doitherself@gmail.com e solicite sua ficha de inscrição.

Lua Cheia em Virgem


Agora é hora de se atentar aos detalhes para chegar onde você quiser. Esta Lua Cheia em Virgem vai ajudar a organizar qualquer parte de sua vida que esteja precisando de atenção. Pague suas contas em dia, controle suas finanças, trace um plano de trabalho. Termine tudo o que precisa ser finalizado.

Também é um bom momento para organizar o local onde você trabalha e seu altar. Experimente unir os dois e levar o sagrado também para seu ambiente de trabalho.

Esta Lua Cheia em Virgem também pede que você passe um tempo em seu espaço sagrado e faça pequenos ou grandes rituais, à sua escolha. 

Ouça sua voz interior. Agradeça a seu corpo por tudo o que ele faz por você e pergunte do que ele precisa neste momento. Conecte-se com o divino para pedir orientações para os próximos meses.

Também é um bom momento para construir bons hábitos. Faça isso com intenção e consciência.

Traga a leveza da espiritualidade para dentro sua casa. Acenda uma vela em seu altar, por exemplo. E agradeça, nesta Lua Cheia, por tudo o que você conquistou até agora.

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Chá afrodisíaco

Olá!

Quero compartilhar com vocês hoje um chazinho afrodisíaco que aprendi esses dias. Vamos lá!




Ingredientes

2 partes de damiana
1 parte de pétalas de rosas
1 parte de raiz de shatavari (eu só achei em pó)
2 partes de hibisco
1 parte de salsaparrilha
Canela em pau

Modo de preparo

Use 1 colher de chá para 250 ml de água fervente. Deixe descansar e consuma. Você pode ou não adoçar (eu sempre prefiro meus chás sem nenhum tipo de açúcar ou adoçante).




domingo, 1 de janeiro de 2017

Ano novo

A cada três meses, quando mudam as estações, eu gosto de vir aqui e escrever algo. Às vezes o tempo é escasso, então eu só desejo uma feliz estação para quem estiver lendo. Este ano, eu não consegui escrever nada aqui quando o verão chegou. Em vez de me chibatear (que é algo que faço com muita constância) por não ter escrito nada aqui, resolvi refletir e vi que não escrevi nada simplesmente porque eu não estou tendo verão. As coisas estão nebulosas, um tanto escuras na minha vida, e minha estação interna não combina com a estação que está aqui fora. Eu aceito e acolho esse sentimento.

Eu tenho chorado muito. De medo do que está por vir, embora eu esteja no controle da situação. Já perdi parte da minha estabilidade e agora caminho para a falta de estabilidade total. Dá medo, dá desespero, dá aflição. A sensação de que não sei o que estou fazendo é constante por aqui. Para onde estou indo? O que quero da vida? O que me aguarda lá na frente? Por que tenho que passar por isso? Por que está tudo desmoronando? E por que eu mesma estou derrubando tudo?

Minha carta para essa estação é Medusa, transformação. Taí o oráculo que não me deixa escapar do processo. E, falando em oráculo, eu quero deixar aqui meu agradecimento a todas as mulheres da Deusa, sábias conselheiras, que me acolheram em 2016 e tentaram me mostrar os melhores caminhos por meio de sua sensibilidade, de seus oráculos diversos e de seu ombro amigo. Vocês sabem quem são.




O sol está lá fora, mas eu ainda não consigo enxergá-lo bem, eu digo com os olhos da alma.

Mas de repente eu decidi que quero brilhar com o sol. E, quando a oportunidade surgiu, eu fui para a praia. Pedi que Afrodite e Iemanjá me guiassem em busca da beleza quando adentrei suas águas. Mas não da beleza do corpo, e sim para a beleza da vida.  


Nos últimos dias, eu me queimei com o sol e, depois disso, veio a sabedoria me dizendo que a etapa seguinte é trocar de pele. A natureza está sempre ali, basta ouvirmos seus conselhos.

Em 2017, eu escolho, e tento, de novo, uma vez mais, cuidar de mim. Cuidar da minha saúde, da minha cabeça. O autocuidado, que já esteve presente aqui no blog, será minha palavra de honra comigo mesma a partir de agora.

Desejo que você também consiga se cuidar, enxergar sua beleza, seja ela interna ou externa, e que os ventos da mudança possam soprar sobre você com carinho. 

Que você possa sentir o fogo do sol na sua vida, que ele te aqueça e te anime a fazer o que você ama.

Porque a vida é que nem as águas. Ela vai e vem. E a gente nunca sabe o que as ondas vão nos trazer. Viver à deriva também pode ser bom. Ao menos é isso que vou tentar aprender.