domingo, 22 de fevereiro de 2009

Louro - Parte 4

O louro, por Marcia Frazão em O Gozo das Feiticeiras

Se há uma erva que não pode faltar na cozinha de uma bruxa, esta é o louro. Seu poder é tanto que a utilizamos da mesma maneira que o escoteiro utiliza sua mala de primeiros socorros. Podemos dizer que ela é o nosso mertiolate e esparadrapo mágicos.

Podemos utilizá-la como substituta de outro ingrediente que não se encontre. Para tanto basta que conversemos com uma folha de louro, explicando nossa busca sem sucesso e pedindo que substitua a erva em questão. O louro, sendo por natureza uma erva sempre aberta às nossas necessidades, com certeza atenderá nosso pedido.

Esta erva tem uma poderosa atuação em feitiços de proteção, saúde, purificação e restabelecimento da auto-estima. Embora seja utilizada em feitiços amorosos, seu poder aí não se manifesta plenamente.

Para que sua casa fique sempre protegida das influências negativas, experimente queimar, a cada domingo, de preferência ao meio-dia, algumas folhas secas de louro. Com certeza o mal terá entrada barrada em sua casa.

Quando algum membro da sua casa cair doente, coloque uma folha fresca de louro sob o travesseiro desta pessoa, retirando-a pela manhã e queimando-a. Depois de queimada, pegue as cinzas e sopre-as na direção do vento, repetindo o seguinte encantamento:

Erva sagrada de Apolo,
Deus da saúde e beleza.
Leve para bem longe a doença,
E que rápido dela se esqueça.

Se a casa, vez por outra, sofre a visita de alguém invejoso e fofoqueiro, coloque atrás da porta de entrada um galho de louro dependurado. Com certeza essa pessoa se afastará.

3 comentários:

Luciana Onofre disse...

Ganhei o A Bruxa na Cozinha dela, no dia do nascimento do Andrés Felipe :)

Green Womyn disse...

Eu tb tenho esse livro... e mais alguns dela. Adoro a Marcia!

Saúde Postural e Bem estar disse...

Adorei. Me afino super com este texto. Este tipo e pensamento me intriga bastante. Por exemplo: se entoar o encantamento de forma a entregar as energias para ao centro da Terra ou ao cosmos com portais no formato de losango. O feminino.