sexta-feira, 18 de março de 2011

Entrevista da Regina Navarro Lins



Semana passada fiquei esperando, esperando, esperando pela entrevista que a Regina Navarro daria no domingo, 13/3/2011. Mesmo tendo de acordar cedinho na segunda-feira, eu me mantive de pé (ou melhor, sentada) para não perder a entrevista dessa psicanalista e autora de livros que fala sobre amor, sexo, convenções, relacionamentos etc. de uma maneira muito libertária e fácil de se entender.

Regina começou falando sobre o mito do amor romântico, que, segundo ela, é a grande matriz de nossas mazelas amorosas. Perdemos tanto tempo idealizando o amor, o sexo e os relacionamentos, que acabamos nos frustrando se na vida real não é como imaginamos. Para ela, um desses mitos é o da "exclusividade", assim como o "casar virgem" e outros. Nesse ponto, achei que ela poderia ter falado sobre o poliamorismo, mas acho que aí já é querer demais, pois o programa tinha somente uma hora de duração e, sinceramente, não sei se as pessoas estão tão preparadas assim para o tema).

Para ela, a solução seria começarmos a pensar mais no que desejamos, e não no que aprendemos durante a vida, sem culpa, medo ou vergonha, apesar de toda a censura que é feita em cima do assunto sexo.

A psicanalista falou sobre os riscos da ausência do sexo, sobre a masturbação, a ditadura do orgasmo e a homofobia (segundo ela, um temor de um desejo que se pode vir a ter).

Citou ainda os grandes libertários Angelo Gaiarsa e Roberto Freire (deste último, li quase todas as obras).

A mensagem que ficou, para mim, foi a seguinte: vamos descomplicar o sexo, pois ele é natural! Vamos tirar a nuvem do condicionamento cultural de nossos olhos! Conforme palavras da própria Regina, devemos "parar, refletir, tomar coragem e começar a ter uma vida melhor".

Da autora, já li "A Cama na Varanda" e "O Livro de Ouro do Sexo". Estou com muita vonta de ler os novos, que se chamam "A Cama na Rede" e "Se eu fosse você...".

5 comentários:

Silvia Astróloga disse...

Li "A cama na varanda"a muitos anos atrás e Regina mostrou para mim uma visão bastante libertária da educação em colégio de freira que tinha tido. É realmente uma porta de abertura para questionarmos os paradigmas do Amor.

Nicole Passos disse...

Adorei a entrevista dela, vi a reprise... E devo confessar que a frase final me pegou de jeito! Acho mesmo que tá na hora da gente parar, refletir e SE RESPONSABILIZAR pela própria felicidade. A propósito, seu blog é muito bacana! bjs

Rô! - @robertarez disse...

Não conheço a autora, mas achei bastante interessante as ideias dela. É realmente difícil despir dos pré-conceitos e encarar nossos desejos. É difícil separar o que não queremos do que a sociedade não quer. Gostaria de saber mais sobre o poliamorismo, sabe onde posso encontrar informações? Com Regina Navarro mesmo? Obrigada!

Dhanna disse...

Também vi a reprise e gostei muito.
A Regina tem um jeito tão natural de falar sobre sexo, que impressiona. Acho muito legal ver uma mulher sem medo de dizer o que pensa!
Por também já ter lido "A cama na varanda", achei que na entrevista ela se prendeu muito à questão do limite imposto pelo cristianismo e não se aprofundou em outros temas, mas é justificável, afinal de contas ela estava ali para falar para todas as pessoas (as que a conhece e às que não).
Uma parte muito engraçada foi quando ela disse que o homem compete com tudo, inclusive com um vibrador, coisa que até as mulheres mais "pra frente" não ousariam sugerir no momento da relação.
Só sei que eu me diverti bastante com a entrevista =P

Isabella G disse...

Nossa, muito interessante. Coincide com um tremendo dum livro que estou lendo agora - "Sex at Dawn", de C. Ryan e C. Jethá, um psicólogo e uma psiquiatra, sobre os primórdios da sexualidade humana, comunidades pré-históricas e "isoladas". Basicamente um argumento parecido: o de que a monogamia é um condicionamento social e anti-natural relativamente atual, mas sem defender poliamorismo, nada disso. É um apanhado científico e antropológico arrebatador e completíssimo, garantia de chacoalhar qualquer casamento! hahah

Recomendo!!!