terça-feira, 20 de outubro de 2009

A PÍLULA E OS CICLOS NATURAIS DO FEMININO


A PÍLULA E OS CICLOS NATURAIS DO FEMININO (porque uma das melhores maneiras de amar seu corpo é conhecê-lo!)


A cada dia vejo mais mulheres que querem parar de tomar pílula anticoncepcional. Quase todas, no entanto, não sabem dizer quais são os efeitos desses medicamentos em seu organismo. Só sabem que querem parar de tomá-las, pois geralmente sentem um mal-estar associado a esse tipo de medicamento.


No entanto, mesmo com essa consciência, tememos parar de tomá-la, pois são elas quem regulam nossos ciclos, deixam nossos rostos sem acne, nos livram das cólicas e não nos deixam engravidar.


Acima, listei os motivos pelos quais continuamos a ingeri-las. Mas veja a seguir uma lista dos problemas causados pelas pílulas:


1) depressão;

2) mudança de humor constante;

3) enxaqueca;

4) fadiga crônica;

5) falta de desejo sexual;

6) osteoporose e ossos quebradiços;

7) câncer.


Pense, a partir de agora, que as pílulas são hormônios sintéticos que você está colocando dentro do seu corpo. Medicamentos tomados por via oral acabam com o nosso fígado, imagine se tomados por anos e anos a fio, como as pílulas anticoncepcionais!


O anticoncepcional é uma droga, criada para interferir com uma das funções naturais de seu corpo, que é a fertilidade, a capacidade de engravidar. E o mais estranho é que ele é tomado, em geral, por mulheres jovens, que não apresentam problema de saúde algum. Isso não é estranho?


Dizem que é o medicamento mais usado no mundo todo, ingerido por nada mais nada menos que 300 milhões de mulheres do planeta. Você acha que os laboratórios farmacêuticos contariam a você que os anticoncepcionais afetam o processamento dos nutrientes que ingerimos, que elevam o risco de trombose e embolismo pulmonar? Eles podem colocar isso na bula, mas diga-me quem lê as bulas e as leva a sério?


Não se deixe iludir por essas “pílulas de nova geração”, “minipílulas” ou “de baixa dosagem”. Todas contêm hormônios demais mesmo que tenham essa denominação, fazendo com que as mulheres tenham dificuldades de engravidar quando sintam que chegou o momento.


Ao tomar a pílula, não podemos esquecer que estamos interferindo nos ritmos e ciclos naturais de nosso corpo, adicionando neles até 4 vezes mais hormônios do que os produzidos naturalmente por nós.


Parar de tomar a pílula significa nos responsabilizarmos por nossos corpos novamente. Será uma idéia tão radical assim reconhecer o ciclo menstrual como intrínsecos à saúde física e psicológica da mulher?


Observar-se e decidir o que faz bem ou não ao seu corpo é, sem dúvida, uma rica experiência feminina, que vale a pena tentar.


Danielle Sales

16 de agosto de 2009

16 comentários:

Luciana Onofre disse...

Fiz essa apreensão aos 23 anos,e nunca mais ingeri pílulas contraceptivas...
Preferi me orientar pelo meu corpo, seguindo minha menstruação, seu ciclo, e engravidei quando assim quis...
Ingerindo a tal medicação engravidei contra minha vontade...

Licsk disse...

...já tentei parar, mas não consigo...na verdade, não sinto nenhum efeito colateral e isso dificulta a minha decisão, sei que a balança (bem x mal), está razoalvelmente equilibrada...e o que pesa mais em mim é o medo de engravidar novamente...não sei se ajuda, mas passo 3 meses sem ingeri-la...mas, confesso que é 3 meses estressantes...
Bju

Nadja Saori disse...

Quando eu tomava... eu sofria do problema 5... nao tinha desejo NENHUM!!! Doia tudo, virava um ser assexuado! Então nunca mais tomei, não havia muito porque, gastar dinheiro em toma-las e nao fazer uso daquilo que elas deveriam me permitir fazer HAHAHAH

Ateé mais !!!

S. Thot disse...

Eu não permito o uso de contraceptivos. Aliás, sou contra a maioria das alopatias em geral.

Se houverem meios menos agressivos, tanto melhor.

Ana Karina - Moderadora Blog Universo Eco-Feminino disse...

Nunca tomei e não pretendo tomar JAMAISSS! :)
A pílula faz nossos ciclos ficarem como "robozinhos". Nada mais flui naturalmente no corpo.
Prefiro ter um colicazinha as vezes, uma mudançazinha no ciclo quando tiver que ter, do que me arriscar, arriscar minha saúde, não só agora mas como no futuro.
Quero ser uma tiazinha porreta! hahahahaha - Não liga Dani, tô meio boba hj...rs

Pra terminar... mulheres amem seus corpos e seus ciclos!
Beijocas,
Ká.

Raiza disse...

Adorei a sua contribuição pra campanha,muito criativa e muito útil.Nunca tomei a pílula,nunca tomarei e desaconselho minhas amigas a tomarem.existem outro métodos,não precisamos agredir assim os nossos corpos.

Aleska disse...

Gostei muito dessa informação.A idéia de tomar pílulas nunca me foi mt agradavel, mas desde a época da escola eu ouvia minhas amigas comentarem que tomavam pilulas pra regular a menstruaçao que não era certinha como a de muitas pessoas. A minha também nunca foi regular, mas minha mãe categoricamente disse não fazia nada bem. Agora sei que ela me salvou de uma enrrascada.

Livia Luzete disse...

Das poucas tentativas em tomar pílula logo veio alguns dos efeitos colaterais e meu médico sentenciou: nada de anticoncepcionais oral. Passou o tempo e utilizando o controle com tabelinha+camisinha engravidei pela segunda vez qdo eu quis. Passados 8 anos descobri possuir 5 miomas!! E após me livrar de dois médicos-açougueiros-loucos-por-histerectomia encontrei um que me indicou o Siblima a título de tratamento. Estou tomando há 3 anos e o tratamento está surtindo efeito.Efeitos colaterais?NENHUM,o que me faz incorrer nos pensamentos da Licsk. Sim,é um faca de 2 gumes...só saberei o preço dessa escolha(pílula e não cirúrgia) com o tempo...Enão vejo a hora de chegar a menopausa para me livrar de vez da pílula.

Iony disse...

Eu parei e vc sabe o meu dilema ate eu me convencer a parar! Aprendi muito sobre isso contigo!!!\o/

Juliana Xavier disse...

Desde a minha separação parei com as pilulas... Depois disso me tornei mulher, renasci...
Não tomo remedio nem pra dor de cabeça...
Muito bom esse post!!!

Ariany (Dhanna) disse...

Sem dúvida, sou contra usar pílulas porque o ciclo se torna anti-natural. Se vc se conhece, conhece o seu ciclo e não vai engravidar, se não quiser! Experiência própria.
Parabéns pela iniciativa de postar sobre o tema! Quem sabe assim as pessoas despertam para uma nova forma de encarar a "coisa" toda?
Bjssss

Inês disse...

Não uso pra não interferir no ciclo do meu corpo. Até penso em tomar, mas ainda não tive coragem. Continuo usando camisinha como método contraceptivo.

sarissima disse...

Acho que quanto mais pudermos estar livres da indústria farmaceutica e de hormônios sintéticos, tanto melhor.
Mas tornar a pílula por si só um vilão é complicado. Acho fantástico ouvir mulheres dizendo que se livraram das dores de cabeça e outros sistemas colaterais, mas infelizmente não posso dizer o mesmo. Não tenho tomado pílula há mais de um ano e meu corpo sofre muito com o ciclo menstrual, coisa q consigo controlar melhor com alguns tipos de pílula. (nem todas).
Ao mesmo tempo tem a questão que mais nos pesa, o direito pela escolha à maternidade. Acho muito chato, quando em uma relação estável, ter q ficar pensando em tabelas e camisinhas... (pra mim dá merda).
Enfim, o q nos falta é a ampliação desse debate, dos métodos, do acesso, para que cada mulher possa se sentir o melhor possível com seu corpo e suas escolhas...

Anônimo disse...

Ola :D
Comecei a tomar a pilula a um mes atras e este mes começo o segundo ciclo , mas supostamente deveria ter começadp a tomar apilula na terça e nao na segunda?
sera que tirou o efeito de nao ter tomado a pilula no 8ª dia mas sim no 7ª? e posso ter relaçoes logo no primeiro doa do 2ªciclo?
Agurado resposta. Obrigada :)

Green Womyn disse...

Anônima, acho que você não entendeu nada do que escrevi. Uma pena.

Procure um médico para tirar as dúvidas que você tem, ou consulte a bula do seu medicamento.

Anônimo disse...

Concordo com a Serissima, acho um saco, uma injustiça, a mulher ter que ficar se pré-ocupando com o cuidar de não engravidar (ao menos é um dos meus maiores receios e o que me leva ao uso, mesmo não gostando da ideia também). E daí, o que fazer com um ciclo que a vida toda foi desregulado, com as cólicas que te fazem vomitar a alma? Tem certas coisas que não nascem conosco, mulheres... e o preço pra aprender? Quando páro de tomar por um motivo ou outro é um tormento mental que não fazem ideia... me prejudico bem mais assim. Kauana.