quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Minha Lua Nova em Escorpião (23/10/2014)



Ontem fiz aniversário. Completei 37 primaveras por aqui. Tirei uma carta do meu Oráculo da Deusa e quem vai me acompanhar durante a próxima jornada? Sim, ela. Minha mãe espiritual, minha madrinha: Freya. Que ela possa me trazer mais prazer, mais sabedoria, mais visão.

Daqui a alguns dias, Mercúrio não estará mais retrógrado. Amanhã, teremos outro eclipse (já tivemos um lunar neste mês de outubro e amanhã teremos um solar). Embora as energias desse eclipse possam complicar nossas respostas, o melhor é sempre utilizar uma abordagem direta em relação à vida. A honestidade deve falar mais alto durante esse eclipse, em relação a si mesmo e em relação aos outros.

Amanhã também teremos Lua Nova em Escorpião.

São muitas, mas muitas emoções.

Quando a Lua está em Escorpião, tendemos a ficar focados. Nosso humor fica mais profundo, instrospectivo e até mesmo, podemos dizer, sensual. 

Perdemos a paciência com coisas que não são essenciais e não são autênticas. Começamos a lidar com sentimentos primordiais, e nossos limites devem ser respeitados nesse momento. 

Como num jardim, é hora de podar, regar, cavar, investigar e contemplar. 

Quem tiver Lua em Escorpião, terá visão de raio-X e poderá ver além da raiz de um problema. 

Nesta Lua Nova, precisaremos de solidão, não de isolamento.

Nossos sentimentos estarão mais profundos e estaremos enxergando não apenas as partes belas da vida, mas também nossas sombras, nossos medos, frustrações, tristezas, raivas, abandonos, perdas.

Mas isso não significa que esse seja um período ruim. Porque, com os sentimentos ruins, com a destruição, aparecem também as novas energias que nos impulsionam a fazer algo diferente. 

Nós precisamos aprender a andar na luz e na sombra. Deixar que essa Lua em Escorpião nos mostre sentimentos reprimidos de que você não necessitamos mais para que possamos começar tudo de novo.


Conectar-se com a água. Chorar o que tive que chorar. Deixar ir embora o que tiver que ir. Tomar um banho quente e cuidar de nós mesmos. Tentar manter nossas águas limpas. Isso vai passar. Confiar na escuridão e confiar na nossa intuição.

2 comentários:

Dru Arnaldo de Nicola Macchione Macchione disse...

Parabens Mulher Verde, happy birthday Green Woman, all the best, and long live with good fortune.
Sempre bem aspectada

Mandala disse...

Belo texto! Parabéns, tenha sempre muita luz em sua vida.