domingo, 18 de novembro de 2012

Menstruação: um período de renovação




Ano passado, vi um texto, em um blog do qual não me lembro o nome, e a moça dizia que era um absurdo celebrar a menstruação, que então deveríamos começar a celebrar o “Dia do Sêmen” etc. Acho que essa mulher não entendeu nada sobre o Menstrual Monday, sinceramente. Para argumentar contra esse texto, faço uma única pergunta: por acaso os homens têm nojo de seu sêmen? Acho que esse não é o caso...

Então, por que continuamos achando que a menstruação é uma inconveniência, ao invés de um sinal de saúde?  Você pode fazer de seu período menstrual uma grande oportunidade de renovação, por exemplo.
Uma das maneiras de fazê-lo é começar a marcar as datas de suas menstruações. Por meio desse controle, você será capaz de estabelecer padrões e, sabendo como você estará em cada fase de seu ciclo menstrual, você estará fazendo um enorme exercício de autoconhecimento.

Primeiro, você precisa se conscientizar de que nós, mulheres, não somos lineares. Se não prestamos atenção aos nossos ciclos, como daremos a nós mesmas aquilo de que precisamos em determinados momentos dele?

Observe-se. Você notará que no 14º dia do seu ciclo seu nível de energia estará elevado. Você pode planejar atividades como artesanato, socializar-se mais, dar festas, atender mais clientes. Já no 25º dia, você provavelmente terá menos energia.

Alguns dias antes da menstruação eu começo a ficar desesperada para limpar minha casa. Cada mulher deve observar seu corpo e perceber seus níveis de energia. Você também deve observar os sintomas físicos, como acne, fadiga, inchaços (você pode começar a não caber em suas roupas). Muitas mulheres apresentam acne no fim do ciclo, por exemplo. Preste atenção também em suas emoções. Verifique se seus sonhos estão mais vívidos. Acorde 20 minutos antes do horário que costuma acordar e escreva o que sonhou em caderninho separado especialmente para esse fim. Preste atenção em você mesma. Conheça suas necessidades em cada fase.

Também é interessante criar sua tenda da lua e passar um tempo sozinha. Não se trata de uma punição, um ter de se afastar da sociedade por ser "impura". Aproveite esse período, pois nessa época o véu entre nós e os espíritos está mais fino (isso acontece porque a menstruação é um tempo de morte, com o potencial de uma nova vida sendo liberada). Aproveite essa pequena morte, esse tempo de renovação. Honre a si mesma.

A  tenda da lua pode ser encarada como um tempo de renovação que você está criando para si mesma. Fique receptiva aos conselhos dos que já se foram, anjos ou no que você acreditar. Não ignore seu guia interior, sua Mulher Selvagem, a sabedoria das plantas. Reconheça que este é um momento especial na sua vida todo mês. Sua tenda da lua é o seu momento de quietude, de internalização, de ouvir, de receber. Dê a si mesma o descanço de que precisa.

Muitas mulheres me perguntam se elas precisam realmente fazer uma tenda e convidar outras mulheres para esse espaço sagrado durante a menstruação. Se conseguíssemos seria ótimo, mas basta criar um espaço seu. Se você simplesmente desenhar à sua volta um círculo imaginário, com intenção, você já estará dentro de sua tenda da lua. Sua tenda da lua podem ser aqueles cinco minutos de paz que você precisa. É claro que você também pode dormir numa barraca e menstruar diretamente na terra durante esse período.

Como eu já disse, o período menstrual é um período de renovação. Então, deixe que os problemas vão embora com seu sangue e saia da sua tenda da lua renovada.

Texto de Danielle Sales

6 comentários:

Dru Arnaldo de Nicola Macchione Macchione disse...

Um texto que reflete a realidade que vivemos homem e mulher a cada momento, os sonhos são aquilo de que somos feitos, lembro com tenacidade como temos sonhos em comum nós homeme e mulher , com tenacidade eu relato a ela as transformações e como irradio do ens seminis a formação e destruição daquela forma de criação de um artificio que temos para sempre dentro e fora de nós em comum, somos feitos da mesma substancia nela vivemos, consagramos nosso sangue e somos deuses que nossos ancestrais sabem ser a essencia em direçao do espaço onde conhecemos e somos do negro utero essa origem da nossa existencia na eternidade

Strega Mamma disse...

Acredito que seja um reflexo cultural, onde a sociedade patriarcal, pouco esclarecida não perde oportunidades para colocar "a mulher em seu devido lugar"...ainda bem que você nos brinda com um post como este. Adorei !
Bjs renovados !

Ghi disse...

Texto lindo, Dani!
Adorei, principalmente essa parte do final. É um momento de renovação sim e devemos viver isso intensamente.
Parabéns pelas lindas palavras!!!
Beijo, Ghi

Pamina disse...

Quando comecei a menstruar, coincidentemente coincidiu com a época em que comecei a estudar magia. Talvez por isso eu tivesse uma boa relação com esse período, ficava fascinada, achava mágico, as vezes desenhava no meu corpo simbolos com o sangue menstrual...

Pena que aos poucos fui perdendo essa relação comigo mesma. Sinto que é hora de me reencontrar, mas tenho medo, por alguns traumas que passei.

Green Womyn disse...

Obrigada pelos comentários, pessoal!

Jéssica Veneno disse...

Ola achei lindo e de muito bom gosto esse texto ,estou me renovando com a lua esse momento e sinto a conexão com a Deusa ,que a Grande Deusa ilumine o seus caminhos e me visite
jessicavenenooficial.blogspot.com