sábado, 18 de outubro de 2008

A Cozinha Mágica


Sim, as ervas mágicas podem estar em sua cozinha... mágica!


Mas o que é uma cozinha mágica para mim? É aquele lugar da casa onde ocorre a alquimia, a transformação. Os alimentos, crus, "transformam-se" em cozidos para nos alimentar. Outros podem mesmo ser comidos crus, e ambos, crus ou cozidos, se transformam dentro de nós em energia para que continuemos vivos e desenvolvendo nossas atividades.


Uma das regras básicas para se ter uma cozinha mágica, na minha opinião, é manter seus armários organizados. Porque se as panelas e potes estão todos bagunçados, creio que essa energia será transferida para seus projetos, ou seja, sua comida!


A segunda regra é ter uma colher de pau, que funciona como uma extensão do seu braço (é como se fosse uma varinha mágica mesmo). Algo que aprendi outro dia foi a fazer símbolos nas minhas colheres de pau, com uma faquinha. Enquanto você usa a colher de pau e mexe a comida, vai dizendo que com a colher de pau você está adicionando e misturando àquela comida amor, saúde e harmonia, por exemplo.


Você também pode ter um altar na cozinha. Um em honra à Héstia me parece uma ótima opção.


Também pode ter, além da vassoura normal, uma somente para limpar sujeiras astrais. Depois de ter visitas indesejadas, varra para fora as energias ruins daquela pessoa.


Hoje em dia quase ninguém mais faz orações antes das refeições, o que é uma pena, pois este pode ser um momento mágico. Este será o assunto do próximo post, ainda dentro do tema "cozinha mágica".


Suas ferramentas devem refletir seu caminho, suas escolhas e sua espiritualidade.

10 comentários:

Pietra disse...

Sabe, Dani, eu acho fabuloso isso tudo de temperos e remédios e como uma mesma plantinha pode ter tantas possibilidades. E de todas, sabe qual é a minha preferida? Alho...

Inês Raven disse...

a cozinha é a minha parte preferida da bruxaria... acho que tudo o que eu preciso está lá, ou eu encontro na cozinha de casa! é uma arte pra qual eu quero dedicar mais tempo!

Olivia Frade Zambone disse...

menina, eu tb gostaria de ficar mais tempo na cozinha...mas enquanto isso eu vou pondo uma folha de louro aqui, uma folha de louro acolá, queimo louro no meu caldeirãozinho - percebeu a minha fixação por louro né. Mas vc me lembrou de uma coisa super importante: organização. Vou pegar um dia pra dar uma geral (de novo, pelo menos uma vez por ano eu faço isso) no armário ocm os mantimentos e no guarda coisas de bruxaria ;-)

Olivia Frade Zambone disse...

ah o meu altar tem duas santas q ganhei (o povo insisto e eu não acho ruim) e Lakshmi (é assim q se escreve?). Comida, com certeza, ela não deixa faltar...gosto tanto dela q já pensei em passar pra minha mãe pra ela ajudá-la na fabricação de coisas gostosas (minha mãe é muuuuito bruxa de cozinha, sem saber...rs), mas não consigo.

Green Womyn disse...

Meninas, aguardem, vem mais bruxaria de cozinha por aí.

Adoro ver vocês aqui!!!! Meu dia fica mais feliz!

Green Womyn disse...

Pi, eu também tô numa coisa louca com o alho, há cerca de uns três meses!

Pietra disse...

Acredito, amiga...
Alho é fascinante!

Mon disse...

argh, I wish I could read Portuguese (?). Your site looks so interesting.

anfibia disse...

oi dani!
seu post me fez perceber que eu sou uma bruxa de cozinha reprimida. minha cozinha é odiosa (paredes mofadas, eletrodomésticos e utensílios todos de 20 anos atrás...) e percebi que isso tem tudo a ver com minha personalidade com pouco 'fogo' e minha falta de jeito com magias e receitas. percebi que reformando minha cozinha, serei outra pessoa.
ah, minha deusa de cozinha preferida é a japonesa hettsui-no-kami.

Green Womyn disse...

Não conhecia essa deusa, Celia. Aliás, sei táo pouquinho sobre cultura japonesa...

Eu também não sou uma boa bruxa de cozinha (rs).