domingo, 28 de fevereiro de 2021

Panos, Mulheres e Diversidade

Assim que comecei a fazer cursos de encadernação, soube da Panólatras. Trata-se de uma marca que comercializa pedaços de tecidos. Acredito eu que a maioria deles sejam autorais, pois vejo o nome dos artistas embaixo de cada foto que aparece no site. Isso é muito bom, pois ajuda os artistas que criaram aquelas estampas.

Há um tempinho, comecei a seguir a Panólatras no Instagram. E qual não foi a minha surpresa quando, ao postarem vários tecidos com corpos de mulheres de todos os tipos e tamanhos, os comentários eram, em sua maioria, negativos! E, o pior, vinham das próprias mulheres. Se você quiser ver os comentários, o post está aqui

Muitas diziam que "não havia necessidade" daquilo. Não suportavam ver corpos negros, gordos, magros, corpos femininos vertendo sangue menstrual, grávidas, mulheres bundudas, de cabelo azul, fazendo yoga, nuas...

Me bateu uma tremenda tristeza. Porque, pra mim, essa não aceitação de representações de corpos femininos em simples pedaços de tecido são, no fundo, uma negação de si mesmas, de seus corpos, de suas vivências.

Por que uma mulher nua ainda causa tanto rebuliço, mesmo que seja em forma de ilustração?

Apesar de achar os produtos um pouco caros para o meu bolso, eu resolvi apoiar a Panólatras e comprei quatro pedaços dos tecidos, que vocês podem ver abaixo. O primeiro dele será transformado na capa de um caderno menstrual para duas meninas muito especiais, que ainda não tiveram sua menarca.

Com os outros ainda não decidi o que fazer, mas gostaria de montar quadrinhos, pois, assim, a diversidade de corpos e mulheres ficará estampada dentro da minha casa, à minha vista a toda hora e também à vista de todos e todas que me visitarem depois que essa pandemia passar. 


Ciclos - Artista: Michel M



Yoga No Pants - Artista: Manu Cunha


Padrão de Beleza - Artista: Michel M


Mamilos Polêmicos - Artista: Manu Cunha


No site da Panólatras, baste escrever o nome dos tecidos, que coloquei acima, e você irá achá-los facilmente. 

Nenhum comentário: